buscar

Truques de mágica: a arte de entrar na mente

Quando alguém adivinha exatamente o que está pensando, parece até mágica. Mas acontece que estamos todos presos dentro de nossa própria mente, e nossas crenças e entendimentos sobre o mundo são limitados por essa perspectiva, o que significa que contamos histórias para nós mesmos.

Vida
4 meses atrás
Truques de mágica: a arte de entrar na mente

“A magia é uma ótima analogia para a maneira como editamos a realidade e formamos uma história, e depois confundimos essa história com a verdade”, diz o ilusionista psicológico Derren Brown, em uma palestra TED.

Leitura da mente

Derren Brown conta que: “Há um número infinito de coisas em que podemos pensar, mas editamos e excluímos. Escolhemos o que pensar, a que prestar atenção. Inventamos uma história para entender o que está havendo. Todos nós erramos, porque tentamos navegar com nossa própria bússola distorcida, e temos nossa própria bagagem, mas as histórias em si são totalmente convincentes. Todos nós fazemos isso, e muitas das histórias que vivemos nem são nossas. As primeiras que herdamos, quando jovens, de nossos pais, que têm suas próprias crenças distorcidas, frustrações e vidas não vividas. Para o bem ou para o mal, carregamos tudo isso e depois saímos para o mundo pensando que talvez tenhamos que ser bem-sucedidos para sermos amados; ou sempre colocar as necessidades dos outros em primeiro lugar; ou que temos algum grande segredo terrível que não poderíamos dizer às pessoas. E é apenas ficção, são apenas histórias, e nos preocupamos muito menos com o que os outros pensam de nós, se percebemos quanto raramente eles pensam.”

Derren Brown trabalha com o mentalismo, que é a arte duvidosa de entrar na mente dos outros. Com uma carreira de 20 anos no Reino Unido, realizando grandes experimentos psicológicos na TV, ele também faz show de teatro. Os shows de leitura da mente que Brown realiza são incrivelmente impressionante, deixa qualquer um de boca aberta.

“Não acredito, nem por um segundo, que eu tenha quaisquer dons psicológicos especiais, muito menos quaisquer dons psíquicos.” Disse Brown.

Na palestra que o ilusionista psicológico Derren Brown ministrou ele propôs um jogo, onde as pessoas da plateia anotavam perguntas secretas e lacravam essa pergunta dentro de um envelope e, do lado de fora dele, escreviam as iniciais e, em seguida, a localização aproximada delas na plateia. Então, ele, o leitor de mentes, pegaria um envelope de cada vez, sem abrir, e tenta adivinhar a pergunta que estava lacrada por dentro. Se ele acertasse, tentava responder a pergunta para a pessoa também.

Brown começou avaliando a escrita e dando sugestão de dois ou três lugares que a escolhida da plateia poderia ser, também palpitava sobre a idade dela e coisas do tipo. Até que ele juntou todas as respostas e descobriu exatamente o que estava escrito no envelope. Ele fez esse jogo não só com uma pessoa, mas 2 , e do mesmo modo ele descobriu o que estava escrito no envelope.

“Minha tarefa é vender uma história. Tento fazer isso com todos para que prestem atenção em uma coisa que quero que achem importante, ignorem outras coisas que quero que ignorem e depois juntem esses pontos da narrativa para contar a si mesmos uma história sobre meu ato. Isso só funciona porque somos criadores de histórias, que fazemos isso todos os dias. Entramos neste mundo complexo e sutil, cheio de pessoas complexas e sutis, como você e eu, e as reduzimos a esses personagens legais que se adaptam a qualquer história que contamos, e dizemos: “Ela é insegura”, “Ele é arrogante”, “Não dá para confiar neles”. São apenas histórias, como a história de que consigo, de alguma forma, ler sua mente.” Revelou Brown.

Brown apenas explorar o apelo sedutor de encontrar respostas simples para perguntas complexas e sutis da vida. Esse é o segredo de entrar na mente.

Como ficaremos em 100 anos
Diante de toda a evolução que tem acontecido até agora, como por exemplo a modificação de bactérias, plantas e animais, será que os humanos também poderão evoluir ainda...
Tem como ter uma boa ideia sobre ideias? Alan Kay explica
Entender que "simples e compreensível" pode não ser realmente simples ou compreensível, e coisas que achamos serem complexas podem ser transformadas em simples e...
Porque escargot é tão popular?
O escargot é extremamente popular não apenas por conta de ser um prato refinado da cultura francesa, mas também por conta de seu sabor inigualável e, de quebra, uma fonte de...
Ser feliz é uma simples questão de hábito, será possível?
Na literatura, Oriental ou Ocidental, existem várias definições para felicidade, há quem diga que é apenas recordar o passado, e imaginar o futuro, mas nunca o presente....
Tem como aprender simplicidade, é simples!
Simplicidade, como a própria palavra já diz, são as coisas simples, nada de extravagâncias e excessos de ordem material, social ou psicológica. E o segredo para alcançar a...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...