buscar

Os “Illuminati” são reais?

Você pode até duvidar da existência deles, mas acontece que a internet está cheia de referências a uma suposta sociedade secreta que controla todos os nossos passos, utilizando todas as formas de dominação possíveis. Para muitos, tudo isso não passa de uma lenda. Já para outros, são crenças reais.

Vida
3 semanas atrás
Os “Illuminati” são reais?

Entre os grandes mistérios modernos da humanidade, a existência dos Illuminati talvez seja um dos mais populares da atualidade. Eles de fato existem? A real é que eles realmente existiram no século XVIII e, teoricamente, deixaram de existir anos depois. Entretanto, duvidar da existência deles é exatamente o que eles esperam.

As teorias da conspiração

Tudo começou no ano de 1776, na Baviera, a Baviera é um estado do sudeste da Alemanha. Nesse tempo, novas ideias acerca do racionalismo, da liberdade religiosa e dos direitos humanos universais confrontava com a forte influência da Igreja Católica nos negócios do Estado.

Foi nesse contexto que o filósofo e professor de direito Adam Weishaupt decidiu fundar uma sociedade secreta, após seus ensinamentos sobre humanismo secular falharam. Adam Weishaupt provavelmente não tinha noção de que o grupo que ele estava criando naquela madrugada de 1º de maio de 1776 se tornaria um dos mais conhecidos do mundo.

Adam Weishaupt (1748–1830), fundador dos Illuminati da Baviera
Adam Weishaupt (1748–1830), fundador dos Illuminati da Baviera

Essa ordem secreta foi denominada de “Illuminati”, que significa “iluminados”, com o intuito de lançar luz sobre as deficiências ideológicas da Igreja Católica. Weishaupt baseou os aspectos de sua sociedade secreta em um grupo chamado “Maçonaria”. Inicialmente uma corporação de pedreiros da elite do final da Idade Média, os maçons tinham passado do ofício da alvenaria para a promoção mais ampla dos ideais do conhecimento e da razão. Com o passar do tempo, os maçons evoluíram para uma ordem semi-secreta e exclusiva, formada por muitas pessoas ricas e influentes, e que possuía rituais de iniciação secretos e bem elaborados.

Weishaupt criou sua sociedade paralela ao mesmo tempo em que fazia parte da Maçonaria e recrutava membros dela. Ele adotou o codinome “Espártaco” em homenagem ao famoso líder da revolta dos escravos romanos. Os primeiros membros criaram o conselho dirigente dos Illuminati, ou “Areópagos”. Um desses membros, o barão Adolph Knigge, também era maçon e tornou-se um influente recrutador. Com o apoio de Knigge, os membros dos Illuminati aumentaram, conquistaram influência entre muitas divisões maçônicas e incorporaram os rituais deles. Em 1784, havia mais de 600 membros, incluindo eruditos e políticos influentes.

Entre os grandes mistérios modernos da humanidade, a existência dos Illuminati talvez seja um dos mais populares da atualidade
Entre os grandes mistérios modernos da humanidade, a existência dos Illuminati talvez seja um dos mais populares da atualidade

Em seus momentos de ápice, os Illuminati chegaram a ter no máximo 2500 membros, uma das muitas evidências que mostram que a lenda sobre a organização faz ela parecer muito maior do que foi de fato.

À medida que os Illuminati ganhavam membros, a Revolução Americana também ganhava força. Até Thomas Jefferson citaria Weishaupt como uma inspiração, e nisso os monarcas europeus e o clero temiam revoltas similares em seus países.

Foi aí que a existência dos Illuminati tinha se tornado conhecida de todos. Tanto os Illuminati quanto os maçons pertenciam exclusivamente à elite abastada da sociedade, o que significava que constantemente conviviam com membros de instituições religiosas e políticas. Muitos membros do governo e da Igreja acreditavam que ambos os grupos estavam determinados a fragilizar a fé das pessoas. Mas tais grupos não eram necessariamente contrários à religião; eles apenas acreditavam que ela deveria manter-se separada do governo.

Por outro lado, o governo começou a fazer um levantamento dos supostos membros dos Illuminati. O que fez com que um decreto de 1784 do duque Karl Theodor, da Baviera, bani-se todas as sociedades secretas. Embora pudesse parecer difícil banir algo que era sabidamente secreto, funcionou nesse caso. Apenas nove anos após sua fundação, o grupo foi dissolvido, os registros foram apreendidos e Weishaupt foi mandado para o exílio.

Entretanto, os Illuminati se tornaram mais conhecidos ainda depois de sua dissolução do que jamais tinham sido durante sua breve existência. Dez ano depois, nos anos seguintes à Revolução Francesa, autores conservadores afirmavam que os Illuminati tinham sobrevivido e que articulavam a derrota da monarquia.

Nos Estados Unidos, o pregador Jedidiah Morse propagava idéias semelhantes de uma conspiração Illuminati contra o governo. Embora a ideia de que um grupo secreto orquestrava uma agitação política, sabe-se ainda hoje que não há evidência de que os Illuminati tivessem sobrevivido, se reorganizado ou permanecido clandestinos.

O breve mandato dos Illuminati está bem documentado nos arquivos do governo da Baviera, nos registros ainda ativos da Maçonaria e, sobretudo, na sobreposição entre essas duas fontes, da qual não se teve mais notícias. Nos moldes do racionalismo que os Illuminati abraçaram, deve-se concluir que eles não mais existem.

Porém, as ideias que Weishaupt encorajou para fundar os Illuminati persistem, constituindo a base de muitos governos ocidentais nos dias de hoje. Tais ideias não surgiram nem terminaram com os Illuminati. Ao contrário, eles foram uma sociedade que representou uma onda de mudanças, que já estava a caminho quando foi fundada, e ainda permanece mesmo depois de sua extinção.

Maneiras de medir e melhorar sua capacidade
Estamos entrando num futuro em que QI e QE importam muito menos do que a rapidez com que conseguimos nos adaptar. Existem praticamente três maneiras de medir nosso QA (quociente...
A linguagem modela nosso pensamento
O mundo inteiro é pautado de conhecimentos. Sejam lá eles quais forem, apenas de uma forma eles podem ser transmitidos para outras pessoas: Através da...
Como escolher o vestido de acordo com seu corpo
Vestidos de festa para cada tipo de corpo, descubra o vestido ideal de acordo com cada corpo, valorize os pontos fortes do seu corpo disfarçando aqueles defeitinhos que você...
Vestidos de convidadas para casamento devem ser escolhidos com sabedoria
Quando somos convidadas para um casamento, surgem todas as dúvidas possíveis então como escolher um vestido, se ha uma verdadeira infinidade de modelos e cores à disposição...
Como escolher o sapato feminino certo
É, relativamente fácil saber qual o sapato certo para cada ocasião, normalmente, a peça de roupa você já tem, mas qual o...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...